Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso

Corte de árvores – esclarecimento
publicado a 29 de maro de 2018

Corte de árvores – esclarecimento.

Tendo presente um conjunto de questões levantadas em torno dos projetos de requalificação de espaços públicos a decorrer na Vila, nomeadamente o abate pontual de árvores, cumpre esclarecer o seguinte:
:: A autarquia tem em curso várias obras que resultam de candidaturas aprovadas no âmbito do Portugal 2020 – regeneração urbana e que visam requalificar o espaço público;
:: O principal objetivo destas intervenções é melhorar o conforto e a mobilidade dos cidadãos na sua relação com o espaço público, nomeadamente ao nível das redes pedonais;
:: Por outro lado, pretende-se criar novos espaços de lazer e novas respostas, como é o caso da ampliação do Parque do Pontido e da criação de um Estação de Caravanismo;
:: No âmbito destas intervenções foi necessário proceder ao abate pontual de árvores sempre em circunstâncias excecionais, e sempre com o compromisso de replantar um número de árvores significativamente superior aos abates realizados;
:: Nos últimos dias foram abatidas sete árvores (choupo) no Parque Radical, decisão justificada pela intervenção que está a ser realizada no sentido de ali instalar uma estação de Caravanismo, melhorando globalmente a oferta do parque de lazer do Pontido. No mesmo momento em que foram abatidas estas árvores, foram plantadas treze Tílias que permitem melhorar a resposta arbórea existente;
:: Foram ainda cortadas mais quatro árvores na avenida de São José justificadas no âmbito do projeto de mobilidade pedonal e em dois desses casos acresce o facto de estarem a provocar danos estruturais;
:: A Câmara Municipal sempre se pautou por uma postura de respeito pelo meio ambiente e em especial pelos seus parques e pelas suas árvores. Aliás, como anunciamos recentemente, está em curso um estudo específico às árvores da Praça Eng. Armando Rodrigues e Largo da Feira, que em nada tem a ver com estes abates realizados, mas que demonstra a preocupação que temos com o nosso património arbóreo;
:: Melhor exemplo desta postura de responsabilidade ambiental são as mais de 130, cento e trinta árvores, que vamos plantar no âmbito do alargamento do Parque do Pontido e das intervenções que estamos a realizar na Vila;
:: Todo o ruído que se tenta fazer em torno desta matéria poderá ser justificado pela falta de informação, que pretendemos desta forma suprimir.
O executivo municipal