Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso

Póvoa de Lanhoso contra Discriminação Racial
publicado a 22 de maro de 2018

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promoveu uma atividade destinada a assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial (21 de março) e em que participaram estudantes da EB 2/3 Prof. Gonçalo Sampaio.

Esta iniciativa foi dinamizada pelo SIGO, que é um serviço municipal de promoção da Igualdade de Género, tendo resultado na elaboração de uma tela alusiva a esta temática ainda tão atual.

O combate às desigualdades e a promoção da igualdade e da cidadania são temas que a Autarquia da Póvoa de Lanhoso tem vindo a trabalhar junto da comunidade, com ações específicas para crianças do pré-escolar (num projeto pioneiro) até ao ensino secundário. Também já foram dinamizadas ações junto de população sénior do concelho.

Dados do European Social Survey mostram que há uma larga percentagem de portugueses a acreditar em racismo. Numa pesquisa integrada no programa de investigação Atitudes Sociais dos Portugueses, com dados do European Social Survey que inquiriu 40 mil pessoas com mais de 15 anos, em 20 países, Portugal aparece com um alto índice de racismo. Medindo o racismo biológico (com as perguntas: “acredita que há raças ou grupos étnicos que nasceram menos inteligentes do que outros? acha que há raças ou grupos étnicos que nasceram mais trabalhadores do que outros?”) e o racismo cultural (“pensando no mundo hoje, diria que há culturas muito melhor do que outras ou que todas as culturas são iguais?”) os inquiridos e as inquiridas em Portugal têm dos índices mais elevados de crença nos dois tipos de racismo: 52,9% no biológico e 54,1% no cultural quando a média europeia é de 29,2% e 44%, respetivamente. O estudo foi feito em coautoria com Alice Ramos e Cícero Pereira.

No dia 21 de março é assinalado o Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, data instituída em 1969 pela ONU devido ao massacre ocorrido em Joanesburgo a 21 de março de 1960: o Massacre de Sharpeville. Neste dia, 20 mil pessoas protestavam pacificamente contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a ser portadora de um cartão com identificação dos locais onde era permitida a sua circulação. A polícia do regime de Apartheid disparou na multidão desarmada, causando 69 mortos e 186 feridos.

O Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial é uma boa oportunidade para relembrar o impacto nefasto do racismo, que compromete a paz, a segurança, a justiça e o progresso social. É uma violação dos Direitos Humanos que dilacera indivíduos e destrói o tecido social. A mensagem do Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial é de igualdade e de combate à discriminação racial. Neste dia a ONU reafirma e renova o seu objetivo de ajudar a construir um mundo mais justo e igualitário.